Destaques

ÚLTIMO ARTIGO SOBRE MACHADO DE ASSIS (com Anna Carolina Ferreira Lima):

Implicações do pensamento machadiano para o campo educacional: um estudo do elemento trágico no conto "Terpsícore".

ARTIGO SOBRE A PEDAGOGIA DA ESCOLHA:
Aprendizagem de desaprender: Machado de Assis e a pedagogia da escolha.



LIVROS:

aproximações ao imaginário

de marcos ferreira-santos e rogério de almeida

shapeimage_17


antropolíticas da educação (2ª edição)
de Marcos Ferreira Santos
e Rogério de Almeida

frente capa antro


O criador de mitos
de Rogério de Almeida

shapeimage_4

Veja mais livros em:

Livros

Agenda

“Matamos o tempo, o tempo nos enterra.” – Machado de Assis


Disciplinas do 1º semestre de 2016:

POEB (Política e Organização da Educação Básica no Brasil) (Licenciatura)
Veja o programa da disciplina
4a feira - 19h30 - sala 130

Início das aulas: 17 de fevereiro

IMAGINÁRIO TRÁGICO DE MACHADO DE ASSIS
(Pós-Graduação)
Veja o programa da disciplina
2a feira - 19h30 - sala 130

Início das aulas: 7 de março


Stacks Image 9
lab_arte - oficinas abertas e gratuitas
(programação do 1o semestre de 2016)

Stacks Image 369
Leia a resenha de Marcos Beccari sobre "O Imaginário Trágico de Machado de Assis:

O imaginário trágico de Machado de Assis é composto por sete capítulos, os quais são dispostos basicamente em três partes: (1) argumentação da filosofia trágica expressa no imaginário machadiano; (2) análises pontuais de elementos filosóficos presentes em peças selecionadas; (3) desdobramentos da literatura machadiana para a educação. Em constante diálogo com intérpretes da literatura machadiana – como Alfredo Bosi, Antonio Candido, Raymundo Faoro, João Adolfo Hansen, Alcides Villaça, entre outros –, Rogério de Almeida ancora-se na perspectiva nietzschiana de Clément Rosset e nos estudos da antropologia do imaginário de Gilbert Durand para explicitar a filosofia trágica que se expressa nas obras de Machado de Assis.

Leia na íntegra


Leia entrevista para a Revista Scielo:

Entrevista com Rogério de Almeida
Por Wilson Gambeta

O professor Rogério de Almeida questiona as tradicionais convicções sobre o processo educativo quando explica que o ato de desaprender é tão fundamental quanto o de aprender.

Rogério é formado em Letras, doutor em Educação e professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Lidera o GEIFEC (Grupo de Estudos sobre Itinerários de Formação em Educação e Cultura) e é um dos coordenadores do Lab Arte (Laboratório Experimental de Arte-Educação & Cultura).

Ele conversou com os editores do periódico Educação e Pesquisa, após a edição do seu artigo “Aprendizagem de desaprender: Machado de Assis e a pedagogia da escolha".

Continue Lendo





Redes:

E-mail: rogeriodealmeida@gmail.com

Currículo Lattes: veja aqui

Facebook: acesse

Academia.edu: seguir
Stacks Image 27